24 agosto 2016

Não bebo "REFRI"

Olá galera 2016 tem sido sem duvidas um ano de mudanças em minha vida, um ano que levei a serio que tudo que eu quero, com força de vontade eu consigo, já tem mais de um mês que eu não bebo nenhum tipo de refrigerante, eu que sempre fui muito viciada em "refri" foi dificil no começo mas hoje já consigo ir em restaurante e pedir suco ou água, no lugar do "refri" em casa a gente sempre bebemos muito refrigerante e ver essa bebida na minha geladeira ainda me da aguá na boca, principalmente coca-cola trabalho com alimentação e sinto o cheiro o tempo todo, mas é algo que eu decidi que não beberia mais, começou com um voto (promessa, ou proposito como preferirem) que eu ficaria um mês sem beber "refri" se tal coisa acontecesse, fiquei  1 mês e agora é algo que quero segui sem, percebi que não é o fim do mundo viver sem, e tenho notado diferencias em minha vida, umas delas foi o inchaço que despareceu, minha bexiga funciona muito melhor entre outras coisas!
E mais uma vez vi que minha força de vontade me leva a lugares que jamais imaginei que chegaria
Nunca tive problemas com água, sempre tomei, mas se tinha refrigerante bebia,  consumia "refri" todos os dias e hoje não me ver depende-te dessa bebida me deixa muito feliz para muitos pode sim ser besteira mas para mim não! 

2 comentários:

  1. Quero muito ter uma força de vontade assim e parar de tomar. Estou tomando todos os dias :(
    Beijos
    BlogCarolNM
    FanPage

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Flor, não é facil, estava na mesma situação bebendo todos os dias e pior varias vezes no dia, acho que quando a gente percebe que esta fazendo mau para nos, a gente arruma um jeito ne? Beijão

      Excluir

Não esqueça de comentar ficarei muito feliz em saber sua opinião sobre o post .Seu comentário é muito importante!
Deixe o link do seu blog aqui para que eu possa visitar ok?

Twitter @MaahTrendy
Snap: Maahtrendy
Pagina: Quase Invisivel

Tecnologia do Blogger.
Desenvolvimento por: Mariely Abreu | Todos os direitos reservados ©. voltar ao topo